Teto de refeitório de escola infantil desaba e deixa 19 feridos em São Paulo

Abr 18

Unidade está localizada no Centro; bombeiros e ambulâncias foram acionados para fazer o socorro das vítimas, que foram encaminhadas para UPA.

O teto da Escola Municipal Infantil Diomira Napoleone Paschoal, localizada na avenida Faustino Ribeiro, no Centro de Agudos (SP), desabou na manhã desta quarta-feira (18) e deixou crianças e funcionários presos sob os escombros, segundo informações do Corpo de Bombeiros.

De acordo com informações da Unidade de Pronto-Atendimento de Agudos, para onde os feridos foram levados, 17 pessoas deram entrada na unidade, dessas 16 são crianças e outras três adultos.

"As crianças já estão sob controle, elas sofreram escoriações e tem duas com cortes - uma na cabeça e outra no braço - mas, já receberam atendimento e está tudo sob controle. As mães chegaram bastante nervosas aqui, com razão, mas estamos com uma força tarefa aqui. Médicos do hospital também vieram para cá, se juntaram a nossa equipe para dar o atendimento que essas crianças precisam", explicou o coordenador da UPA, Régis Pauletti.

Ainda de acordo com as informações dos bombeiros, o teto do refeitório da escola, que é um berçário que atende crianças de seis meses a 4 anos, caiu. Funcionários contam que correram para tirar as crianças que faziam o lanche no local.

"Eu saí do refeitório para levar um medicamento na minha mesa e ouvi o barulho. Voltei e tinha desabado tudo. Nisso, começamos a tirar as crianças e o Samu chegou pouco tempo depois", conta a auxiliar de enfermagem Girlene dos Anjos.

A creche fica ao lado da Secretaria de Educação e Cultura e no mesmo prédio onde fica o almoxarifado da prefeitura.

Viaturas do Corpo de Bombeiros e ambulâncias da prefeitura foram encaminhadas ao local, que foi isolado para atendimento dos feridos e também o trabalho da Defesa Civil. Pais de alunos também foram até o local em busca de informações.

Patrícia Cavalcante é uma delas. Ela foi avisada para buscar a filha, Valentina, de 3 anos, que não se feriu. "Graças a Deus não aconteceu nada com a minha filha, mas estou desesperada pelas outras mães."

Os pais e as crianças que não se feriram foram levados para um salão de uma igreja que fica próximo da escola.

Segundo informações da prefeitura, em janeiro do ano passado a escola, que atende 130 crianças, foi interditada por causa de estragos causados pela chuva e em julho do mesmo ano, o prédio foi entregue reformado e as atividades foram retomadas no dia 10 do mês.

 

Repercussão do acidente

O presidente Michel Temer usou twitter para falar sobre acidente e disse que está acompanhando "com muita apreensão as consequências do desabamento". O presidente também ressaltou que "calamidades dessa natureza não podem acontecer impunemente".

 

Fonte: G1

Loading...

Categorias

Últimas Postagens

Título da postagem com limitação de caracteres.

Subtítulo da postagem com limitação de caracteres.

Notícias de Última Hora