Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Morre eterno galã da Globo e mensagem de despedida emociona internautas



    O ator e diretor Oswaldo Loureiro morreu neste sábado, aos 85 anos. Ele sofria de Alzheimer. Em seus perfis no Facebook, a filha do ator, Claudia, e a sobrinha, Mônica, lamentaram a morte.

    Nascido em 1932, no Rio de Janeiro, Oswaldo Loureiro atuou em mais de vinte novelas na Globo.

    Entre elas, foi destaque em "Sangue e Areia" (1968) e "Véu de Noiva" (1969), de Janete Clair, "Roque Santeiro" (1985), de Dias Gomes, e "Que Rei sou Eu?" (1989), de Cassiano Gabus Mendes.

    Como diretor, colaborou com o seriado "O Bem-Amado" (1980-1985), o humorístico "Os Trapalhões" (1982-1988), e o programa de variedades "Batalha dos Astros" (1983).



    Oswaldo veio de uma família de artistas: a mãe era cantora lírica, o pai, jornalista e ator; as irmãs, bailarinas do Theatro Municipal.

    Sua estreia profissional foi em 1955, aos 23 anos, quando integrava a companhia de teatro de Henriette Morineau, na peça Vestido de Noiva - famosa montagem de Nelson Rodrigues.

    No cinema, atuou em mais de 30 filmes, como "O beijo no asfalto" (1981) e "O homem nu" (1968).

    Sua última novela foi "A lua me disse", de 2005.


    Oswaldo Loureiro em 'Uga Uga', de 2000  (Foto: Nelson di Rago/TV Globo)


    Sobrinha pediu orações

    "Nesta madrugada, Deus achou que era hora de meu tio Oswaldo Loureiro Filho partir e viver ao Seu lado para toda a eternidade...", escreveu Mônica Loureiro em seu Instagram e Facebook.


    "Sinto-me triste e agradecida ao mesmo tempo! Peço a todos orações para ele e que Deus acalente nossos corações💔 em especial da minha tia Madalena Azevedo Loureiro, minha prima Claudia Loureiro de Brito e meus priminhos, seus netos! Descanse em paz, Tio Oswaldo".