Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Enfermeiros não sabiam que o quarto da idosa estava sendo gravado – o que as câmeras registram é assustador!


    Eu era uma criança quando minha avó faleceu. Lembro-me de que ela estava muito doente e mesmo eu sendo uma criança, eu sabia que não iria vê-la por muito tempo. Eu realmente amei a minha avó. Sou grato por todo carinho e ensinamentos que ela me passou.

    É por isso que nunca devemos deixar de admirar, cuidar e respeitar os nossos velhinhos e velhinhas. Esta é a razão pela qual essa história é tão importante, apesar de ser muito triste de ler.

    Pouco tempo antes de falecer, ela foi para o lar de idosos. Algo que ficou muito claro quando minha avó se mudou para a residência foi que ela não gostava de ser ajudada em coisas que antes ela poderia fazer sozinha. Ela sentia vergonha de não poder fazer as coisas sozinha. Usar fraldas provavelmente foi o aspecto mais difícil de sua condição.



    Vamos aos fatos.

    Camille pensou que tinha encontrado um bom lugar para a mãe, Hellen, que tinha a doença de Alzheimer. A residência era descrita como um lugar aconchegante e cuidadoso.

    Mas algum tempo depois, Camille começou a desconfiar de que algo não estava certo. Até que um dia viu sua mãe com um olho roxo. Com isso, ela então decidiu instalar uma câmera oculta no quarto.

    Camille logo descobriu o impensável. Apesar de instalar a câmera, ela esperava que nada acontecesse naquele lugar.

    No entanto, depois de assistir as gravações, descobriu que não só um, mas vários membros da equipe estavam sendo abusivos com sua mãe.


    No vídeo abaixo, você pode ver como um dos membros da equipe assoa o nariz com os lençóis da cama de sua mãe. Também é possível ver dois funcionários se beijando no quarto, na frente de Helen.

    Outros residentes do local entram no quarto de Helen e roubam suas coisas sem que ninguém faça nada. O pior de tudo é quando eles esfregam um pano cheio de fezes em seu rosto.

    “Sinceramente não tenho palavras para isso e só posso imaginar que isso também aconteça com outros residentes, não só neste lugar, como também em milhares de outras residências espalhadas pelo mundo”, afirmou a filha.

    Quando Camille mostrou as gravações ao diretor da residência, Alan Cavell, ele reconheceu que eles falharam e prometeu melhorias nos procedimentos e segurança na residência para garantir que esses comportamentos não aconteçam novamente.



    Todos os membros da equipe envolvidos foram demitidos. Embora um deles tenha sido recontratado logo após Camille retirar sua mãe de lá. O diretor foi demitido após o incidente.

    No entanto, nenhum membro da equipe foi processado legalmente.

    Helen, que morreu em setembro de 2016, era uma mãe maravilhosa para seus sete filhos. Ela era enfermeira durante a Segunda Guerra Mundial, antes de fugir dos nazistas e emigrar para o Canadá. Graças a sua atenta filha Helen teve um final digno.

    Aqui você pode ver o vídeo com as evidências desse terrível fato.