Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Concurso TRT6: confira o projeto básico detalhado!

    TRT6

    A FOLHA DIRIGIDA conseguiu com exclusividade o projeto básico do concurso TRT6, em Pernambuco. A seleção oferecerá 44 vagas imediatas mais formação de cadastro de reserva. As oportunidades estão distribuídas entre as carreiras de técnico e analista judiciário, em diferentes especialidades. Confira todos os detalhes que deverão constar no edital do concurso.

    Quantitativo de vagas, cargos e áreas do concurso TRT6

    Cargos Vagas
    Analista judiciário - área judiciária 7 + cadastro
    Analista judiciário -especialidade oficial de justiça avaliador federal2 + cadastro
    Analista judiciário - área administrativa
    cadastro
    Analista judiciário - especialidade Medicina (Clínica Médica)
    1 + cadastro
    Analista judiciário - especialidade Tecnologia da Informação cadastro
    Técnico judiciário - área administrativa29+ cadastro
    Técnico judiciário - especialidade segurança5 + cadastro
    Para os cargos de analista área judiciária e oficial de justiça, a exigência é a graduação em Direito. Já para analista - área administrativa é aceito o ensino superior em qualquer curso. Os demais cargos de analista exigem formação de acordo com a área, sendo Medicina e Informática.

    Já para técnico judiciário, podem concorrer candidatos com o ensino médio completo. Os interessados na especialidade de segurança devem ter também a habilitação na categoria D ou E. A organizadora da seleção é a FCC. 

    As remunerações do concurso TRT6

    Segundo o projeto básico, a remuneração para analista  é composta por salário de R$4.911,69 mais R$5.550,21 de gratificação judiciária, totalizando um valor de R$10.461,90. 
    Para os técnicos, a remuneração consiste em vencimento de R$2.993,62 mais gratificação judiciária de R$3.382,79, chegando ao total de R$6.376,41. 
    O prazo de validade do concurso será de dois anos, prorrogável uma vez, por igual período. 



    As etapas do concurso do Tribunal Regional do Trabalho 

    A seleção dos candidatos, para a maioria dos cargos, será através de prova objetiva e discursiva para analista e técnico judiciário área administrativa. A exceção é para técnico na especialidade segurança que terá também prova prática de aptidão física. 
    A prova de analista constará de: 70 a 120 questões sobre Conhecimentos Básicos e Específicos, mais discursiva sobre Conhecimentos Específicos Aplicados.
    Para técnico a prova terá: 70 a 120 questões sobre Conhecimentos Básicos e Específicos, mais discursiva somente para a área administrativa sem especialidade.
    De acordo com o projeto básico, a publicação do edital estava prevista para o dezembro de 2017 e as provas para março de 2018. Se seguir esse padrão, a prova deverá ser aplicada três meses depois da divulgação do edital. O local para a realização da prova será a cidade de Recife. 


    As inscrições
    As inscrições para o concurso TRT6 serão recebidas pela internet e não deverá haver possibilidade de isenção, nem mesmo parcial. O pagamento será recido apenas pelo Banco do Brasil. 

    Cadastro pode chegar a 500 vagas

    Através do projeto básico, também foi divulgado o número de classificados que constarão no cadastro de reserva do concurso. Veja na tabela o quantitativo para cada cargo:

    CargosQuantidade Final de classificados
    Analista judiciário - área judiciária500
    Analista judiciário -especialidade oficial de justiça avaliador federal50
    Analista judiciário - área administrativa30
    Analista judiciário - especialidade Medicina (Clínica Médica)10
    Analista judiciário - especialidade Tecnologia da Informação30
    Técnico judiciário - área administrativa500
    Técnico judiciário - especialidade segurança50
    *FONTE