Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Noiva de 40 anos deixa uma cadeira reservada para seu filho morto, mas ao ver quem chega para cerimônia, ela cai em lágrimas



    Alguns anos atrás, Becky Turney, que mora no Alasca (EUA), viveu o pior dia de sua vida, porque o seu filho Triston de apenas 19 anos de idade morreu. Apesar da grande dor que ela estava sentindo por causa da grande perda, Becky não tinha outra opção a não ser tocar sua vida. Após se passar dois anos, ela se casava com o homem dos seus sonhos, Kelly Turney. Nesse dia muito especial ela não poderia esquecer do seu filho. Becky deixou uma cadeira reservada para o seu filho.


    Estou no céu para o teu casamento, então o que devo fazer? Eu vou à terra para passá-lo contigo. Por isso, guarda-me um lugar, só uma cadeira vazia. Podes não me ver, mas eu vou lá estar.

    PUBLICIDADE

    Mas a surpresa que seu noivo havia preparado para esse dia muito especial a deixou literalmente sem palavras e muito emocionada. Alguns minutos antes da cerimonia ser realizada, tinha um homem a ser apresentado a noiva. O rapaz de 21 anos se chama Jacob Kilby, ele foi ao casamento de avião especialmente para conhecer Becky, o homem mora em San Diego. Quando ela o viu, começou a chorar, pois já sabia do que se tratava.

    Dois anos atrás quando seu filho faleceu, ela autorizou a doação dos seus órgãos. Esse gesto lindo que Becky teve, ajudou a salvar cinco vidas. Uma das pessoas era Jacob, que no ano de 2015, em Outubro recebeu o coração do seu filho Triston. O noivo planejou e organizou esse encontro por meses, pois ele está presente durante o casamento significava que uma parte de Triston estaria com eles.


    O momento do encontro entre os dois foi emocionante. Ela ainda podê escutar o coração do seu filho mais uma vez com ajuda de um estetoscópio. Mesmo ele não estando presente fisicamente, seu coração estava ali. Emocionada Becky contou: Eu estava fora de mim. Chorei como uma garotinha, não parava de pular. Foi incrível. Nunca me surpreenderam assim. Eu sempre abro os presentes de Natal antes da hora certa. Que ele tenha conseguido fazer isso sem que eu soubesse é incrível”.


    Jacob filho de Becky nasceu com uma síndrome do coração esquerdo hipoplástico, ele teve que passar por várias cirurgias, a primeira com apenas dois anos de idade. No ano de 2015 ele sofreu um ataque cardíaco. No mesmo ano Jacob recebeu o coração de Triston com sucesso. “Todos deixamos nossa pegada no mundo, mas ver como Triston mudou a vida de Jacob é incrível. Faz eu me sentir tremendamente orgulhosa”, contou Becky.

    PUBLICIDADE

    Kelly espera que com essa linda surpresa, muitas pessoas pelo mundo fora considere a doação de órgãos muito importante, que sirva de exemplo, e ajude a salvar outras vidas. “É a atitude mais altruísta que se pode ter. Além disso, damos força para que [a família] dos doadores e os receptores se conheçam, pois serve muito para curar [o luto]”, disse Kelly. E mais: segundo Becky, “o vínculo que se cria entre as famílias dos doadores e receptores dura a vida toda”.