Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Menina raptada em Panelas foi abusada sexualmente, diz médico


    A menina de 3 anos raptada da casa onde morava com os pais na cidade de Panelas, no Agreste de Pernambuco, pode ter sido abusada sexualmente. Segundo o médico Flávio Augusto, da Policlínica de Catende, exames constataram que o hímen da criança havia sido rompido. No entanto, não foi possível precisar quando o estupro ocorreu.

    Após passar pelos exames iniciais em Catende, a menina de 3 anos foi levada para a Delegacia de Polícia de Palmares, na Mata Sul do Estado. Em seguida, ela será encaminhada para o hospital da cidade. Até o momento, não há nenhum parente ao lado da menina, que está sendo acompanhada pelo Conselho Tutelar.




    Segundo a Polícia Civil, por volta das 18h, equipes das Polícias Militar e Civil, além da Secretaria de Ressocialização (Seres), conseguiram a informação da localização da criança e negociaram através de um informante a entrega da menina, que foi abandonada nas proximidades da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da Usina Catende.


    O caso

    De acordo com a mãe da criança, dois homens desconhecidos pediram água, e quando ela voltou para entregar, eles estavam levando a menina para dentro de um carro. A mulher contou que quando tentou impedir, eles a ameaçaram com uma arma. Os homens fugiram com a criança em um carro Celta branco, com faixas pretas. O veículo foi encontrado na tarde desta quarta-feira (27) no bairro de Massaranduba, em Garanhuns, também no Agreste.




    Um vizinho foi levado para prestar depoimento na Delegacia de Bezerros, porque, segundo o depoimento da mãe prestado à polícia, ele teria informado aos suspeitos onde a família morava. O dono do carro foi localizado e informou que teria vendido para uma pessoa desconhecida, há uma semana. Ele também foi ouvido e liberado. O pai da menina não estava em casa no momento do crime.