Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Mãe 'vende' filho doente mental para ser abusado por pedófila e o pior acontece



    Alguns casos de abuso sexual acabam tendo grande repercussão na mídia, e não é para menos. Lidar com uma notícia como a de um estupro não é fácil. Não faltam vítimas desse tipo de crime aqui no País. Nessa semana, mais um caso do tipo ganhou a mídia. Segundo o G1, uma mulher foi presa acusada de estuprar um rapaz de apenas 14 anos com problemas mentais. 


    O caso ocorreu na região de Rolim de Moura, no estado de Rondônia. Pior de tudo, a relação entre a mulher e a criança seria consentida pela mãe do rapaz, que mesmo sabendo dos problemas do filho, concordava com os abusos.

    PUBLICIDADE


    Professora descobre abuso de aluno deficiente mental pela vizinha com consentimento da mãe

    Uma professora do garoto foi quem descobriu o caso.

    Ela notou que o comportamento do aluno estava estranho nos últimos dias. A mulher de 43 anos também incentivava o garoto a matar os colegas. Ela teria dito, inclusive, para que ele envenenasse os coleguinhas. Um segundo estudante chegou a ser chamado para fazer sexo com a mulher. Esse era ainda mais novo que o primeiro, tendo apenas onze anos de idade. A professora impediu que os dois fossem fazer sexo com a mulher.

    Polícia Militar e o Conselho Tutelar foram acionados e conversaram com a mãe do adolescente sobre o assunto. Um boletim de ocorrência foi registrado para acompanhar o caso.


    Abuso envolvendo doente mental tem grande repercussão

    Para algumas pessoas, o que houve não pode ser chamado de estupro. "Já passou da hora de descriminalizar esse ato feito por mulheres, é pura hipocrisia, desde os 5 anos eu tinha relações com mulheres, primas, tias, vizinhas, amigas da minha mãe e não tem problema algum nisso, é natural para um menino", argumentou um internauta, mesmo sabendo que o garoto era abusado antes mesmo dos 14 anos e que tem problemas mentais.

    PUBLICIDADE


    Outros, entretanto, revelaram que o garoto poderia virar a ser um abusador após o que passou em sua vida. "Que ninguém reclame caso ele se torne um predador sexual de crianças e cometa estupro nas filhas e netas de quem apoia, ele é doente e não sabe diferenciar certo e errado e aprendeu o que é sexo", escreveu um internauta dando argumentos sobre o terrível crime que chamou a atenção de todo o País. E acredite, teve até quem fez piada com a triste notícia. "Essas coisas só acontecem no quintal do vizinho. Nunca achei uma mulher de 43 anos pra abusar sexualmente de mim. Vou trocar de anjo da guarda', escreveu um dos leitores do G1, que deu espaço ao caso assustador.