Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Vídeo mostra momento em que motorista fura sinal vermelho e atinge moto com mulher e criança em SP

    Resultado de imagem para Motorista fura sinal vermelho e atinge moto com mulher e criança no litoral de SP; veja vídeo Santo

    Uma mulher de 34 anos e uma menina, de 10, ficaram feridas depois que a motocicleta onde elas estavam foi atingida por um carro em um cruzamento de avenidas em Santos, no litoral de São Paulo. Outro motociclista que estava em sentido contrário, com uma câmera acoplada ao capacete, flagrou o acidente, cujo motorista causador fugiu.


    A colisão aconteceu no último fim de semana, mas as imagens foram divulgadas nas redes sociais neste sábado (18) e repercutiram. Na gravação, é possível notar quando a enfermeira Priscila Roseno e a sobrinha dela, Yasmin Araújo, que seguiam no sinal verde, são atingidas pelo carro, que avançou o sinal vermelho ao fazer uma conversão proibida.

    PUBLICIDADE

    Segundo o noivo de Priscila, Sérgio Greghi, o condutor do carro foi irresponsável. “O sinal estava aberto e ela estava passando, só que o motorista do carro fez a conversão e avançou o sinal vermelho, foi quando ele bateu nelas", comentou. Nas imagens também é possível notar que as duas vítimas são lançadas no asfalto.


    "O motociclista que filmou o acidente estava trafegando pela [Avenida] Conselheiro Nébias e parou, porque o semáforo ficou vermelho para ele, ou seja, estava aberto para quem vem da [Avenida] Campos Sales cruzar a Conselheiro”, detalha. Em seguida, o motorista foge, mas popular se aproximaram para ajudar as duas.

    PUBLICIDADE

    Sérgio conta ainda que, logo após o acidente, Priscila, ainda no chão, pediu para que o motociclista que filmou a colisão fosse atrás do motorista do carro. O condutor do veículo foi encontrado por ele na área portuária da cidade. O homem contou que havia uma passageira no carro que parecia muito assustada.


    O motociclista ainda para que o condutor do veículo voltasse para prestar socorro às vítimas, mas o homem foi embora. Com a placa do veículo, a família das vítimas registrou um boletim de ocorrência na delegacia e, ao receberem os dados do veículo, foi constatado que o carro está irregular desde 2015.

    PUBLICIDADE

    A enfermeira Priscila quebrou dois dedos do pé, e em um deles teve que colocar um pino para não ter que amputar, e ficou internada no Hospital Santa Casa de Santos até sexta-feira (17). Já Yasmin, que levou pontos em diversos cortes também no pé, foi liberada na última quarta-feira (15).


    "O fato de ele ter passado no sinal vermelho é o de menos, o problema foi ele não ter prestado socorro. A nossa revolta é essa. Sabemos que acidentes acontecem, todos que estão no trânsito estão sujeitos a isso, mas fugir é desumano", desabafou Sérgio, que espera que o condutor seja punido.



    A Polícia Civil pede que denúncias, mesmo que de forma anônima, que possam levar à localização do condutor sejam feitas pelo telefone 181. O caso segue em investigação pelo 4º Distrito Policial da cidade, responsável pela área da ocorrência.

    ASSISTA:


    Fonte