Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Notícias falsas espalham boatos sobre submarino desaparecido

    Submarino militar argentino ARA San Juan

    Está cada vez mais que certo um míssil que atingiu e afundou o submarino argentino ARA San Juan. Ele também já foi encontrado, segundo atesta um áudio que corre rápido pelos celulares argentinos. E pior: uma das mulheres dos tripulantes, em desespero pela falta de notícias do marido, se matou. Tudo mentira, claro.

    Praga no Brasil e no mundo, as notícias falsas ou ‘truchas’, na gíria local, se espalham pela internet e aumentam a dor de uma comunidade já angustiada pelas poucas chances de encontrar os 44 tripulantes com vida.

    publicidade

    O áudio que circula pelo WhatsApp afirma com todas as letras: “Desta vez não é brincadeira, está confirmado que navios da esquadra equipados com sonares detectaram o submarino a 400 metros de profundidade”, prossegue a voz em espanhol, que afirma ser colega dos responsáveis pelas buscas. Mas é claro que é uma brincadeira apenas cruel: em 10 dias de intensas buscas pelo ARA San Juan nada foi encontrado.


    O site TV Mundus é uma das grandes fontes de boatos sobre o caso. Em uma notícia, afirmam que um míssil disparado por engano pelos Estados Unidos seria o verdadeiro responsável pela explosão e naufrágio do submarino. Sem nunca citar fontes, o site de hermano de fake news afirma que acidente aconteceu porque a marinha americana realizava uma operação secreta no local. Ainda assim, apesar do suposto ataque o próprio governo argentino estaria tentando acobertar o caso. A falta de informações precisas sobre o que de fato aconteceu ajuda a turbinar as teorias da conspiração.


    publicidade

    Em outro caso, a indústria de mentiras da internet não poupou nem mesmo os familiares dos tripulantes desaparecidos. Itatí Leguizamón, mulher do oficial Germán Suárez, tem se destacado na imprensa local por suas declarações fortes sobre o caso. Uma notícia que começou a circular na sexta-feira (24) informava que ela havia se jogado do terceiro andar de um prédio. O boato cresceu tanto que durante a manhã deste sábado, um canal de TV local a entrevistou ao vivo para falar do caso. Itatí chorou enquanto estava no ar quando o apresentador perguntou sobre que achava deste tipo de boato.

    *Veja