Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Casal resolve 'namorar' no banco de trás do carro e algo terrível acontece

    Resultado de imagem para Casal resolve 'namorar' no banco de trás do carro e algo terrível acontece

    Um terrível caso aconteceu com um jovem casal no Mato Grosso. Segundo a família, Anágela Alencar e Cleiton Ficner tinham um relacionamento amoroso e se encontravam em segredo. Após os dois saírem de casa e não retornarem, as famílias perceberam que algo estava errado. Com o passar dos dias, as famílias resolveram acionar a polícia, muito preocupadas, já que temiam que o pior poderia ter acontecido.


    Após a denúncia do desaparecimento do casal, a polícia iniciou imediatamente as buscas por Cleiton e Anágela. Foi então que em uma estrada a polícia avistou um carro aparentemente abandonado. Ao se aproximar, um policial notou que haviam pessoas no interior do veículo.

    PUBLICIDADE



    Chamando seus companheiros de polícia, eles perceberam que se tratava de um casal. No entanto, os jovens, que estavam no banco de trás do carro e sem roupas, não respondiam ao chamado dos policiais. Por este motivo, os policiais resolveram abrir o carro para averiguar o que estava acontecendo. Ao abrir, notaram que Cleiton e Anágela já estavam sem vida e haviam marcas de sangue no veículo.

    Segundo a perícia, o fato ocorreu por um quadro de asfixia e o sangue encontrado no carro é devido a uma dilatação dos vasos sanguíneos. A polícia afirma ainda que os corpos das vítimas não têm sinais de violência, e que o mais provável é que Anágela e Cleiton tenham aspirado monóxido de carbono que é liberado pelo veículo.

    Um laudo da Perícia Oficial deve revelar se houve vazamento de gás no interior do carro. Não foram divulgadas informações sobre o sepultamento das vítimas.

    PUBLICIDADE



    Casos como este não são tão raros como se imagina. Há diversas situações inusitadas em que infelizmente ocorrem tragédias como esta. Nos Estados Unidos, um advogado e também político americano, Clement Valladingham, defendia um homem acusado de assassinato em 1971. Quando ao tentar convencer a todos que a suposta vítima cometeu suicídio sem querer, atirou em si mesmo ao manejar uma arma perante o tribunal e acabou morrendo. Apesar de sua morte, seu argumento foi aceito e seu cliente Thomas McGehan foi inocentado.

    Embora pareça coisa de filme, fatalidades como estas acontecem frequentemente. O ocorrido com Cleiton e Anágela torna a fatalidade ainda mais terrível por se tratar de dois jovens. O caso do jovem casal de Mato Grosso foi noticiado inclusive pelo G1, portal de notícias da Globo, e certamente servirá de exemplo para outros casais que têm o hábito de namorar dentro de um veículo.