Header Ads

  • Concurso e Empregos

    A planta da “eterna juventude”: nutre, regenera e devolve o colágeno à pele

    urtiga

    Na medicina popular, ela é famosa pela capacidade de tratar problemas respiratórios, como:

    – Pneumonia

    – Dor na garganta

    – Asma

    – Alergia

    E também combate hiperplasia prostática.

    Que planta é essa?

    A urtiga, uma planta de grande riqueza medicinal.

    Os homens precisam saber que a urtiga desinflama a próstata e previne o câncer desse órgão.

    Engana-se quem pensa que para por aqui.

    A urtiga é ótima para:

    – Pele

    Isso porque ela tem propriedades antibacterianas, nutritivas, adstringente, purificante e estimulante.

    PUBLICIDADE



    A urtiga também ajuda na produção de colágeno, o que é ótimo para a saúde da pele.

    – Rins

    Como a urtiga é um ótimo diurético, ajuda a desintoxicar os rins.

    Muita gente bebe o chá de urtiga até para evitar cálculos renais.

    – Cabelo

    A planta ajuda a combater perda de cabelo, elimina a caspa e deixa os fios mais brilhantes e fortes.

    – Problemas circulatórios 


    Ela ajuda a controlar o colesterol ruim, pois é rica em clorofila, o que é muito bom para o sistema circulatório.

    – Diabetes

    A urtiga também reduz os níveis de açúcar no sangue e não é só isso, ele tem muito mais utilidades.

    PUBLICIDADE



    Por exemplo, elimina os vírus e infecções bacterianas.

    Ajuda a fortalecer o sistema imunológico e combate anemia, fadiga, estafa e outros efeitos do estresse.

    Existem diversos tipos de urtiga e todos são medicinais.

    A planta é fácil de encontrar em quintais e terrenos baldios.

    No entanto, seu manejo exige cuidado, pois o contato com a pele pode causar reação alérgica.

    Por isso o ideal é comprar um pacotinho das folhas secas de urtiga em lojas de chá ou produtos naturais, pois neste estado já não há mais risco de irritações na pele.

    Como fazer o chá

    INGREDIENTES
    1 colher (sopa) das folhas secas
    1 litro de água

    MODO DE PREPARO

    Leve a água a ferver e deixe por aproximadamente quatro minutos, esperando pela ebulição (formação das bolhinhas) para retirar do fogo.

    Adicione as folhas e tampe a panela.

    O chá deve repousar por no mínimo dez minutos antes de poder ser consumido.

    Consuma três xícaras por dia.

    É recomendado adoçar com mel para facilitar a ingestão.

    No caso de diabéticos, aconselha-se o adoçante estévia (cuidado: compre uma estévia pura).

    O chá é contraindicado para grávidas.