Header Ads

  • Concurso e Empregos

    MP pede afastamento de secretário municipal de Jaguarari acusado de nepotismo


    O Ministério Público estadual pediu à Justiça que, de forma liminar, suspenda a nomeação e determine o afastamento do secretário municipal de Obras de Jaguarari, José Marques de Melo, e de mais sete servidores dos quadros da Prefeitura, cuja maioria são sobrinhos dele. 

    O pedido foi realizado em ação civil pública por ato de improbidade administrativa ajuizada hoje, dia 17, pelo promotor de Justiça Jair Antônio Silva de Lima contra o prefeito Everton Carvalho Rocha, o secretário e seus parentes: José Tarcísio Marques Melo Júnior, João de Souza Melo Neto, Naiara Gonçalves de Melo,Valtemar Soares de Melo, Valdira Soares de Melo, Valdirene Cavalcante Melo e Cacilda de Castro Melo (esposa de um sobrinho). Em definitivo, pede a condenação dos acusados por prática de improbidade.



    Segundo o promotor, as nomeações são irregulares porque configuram ato de nepotismo. Na ação, ele informa que o secretário de Obras é parente do vereador Alberto Franco de Souza Melo. “Em que pese os requeridos não possuam vínculo de parentesco com a autoridade nomeante, todos são parentes entre si, e possuem parentesco com o vereador Franco Melo”, afirma. 


    A ação também aponta que a Prefeitura não atendeu à recomendação expedida pelo MP há quatro meses para que fossem identificados e coibidos os casos de nepotismo. Segundo o promotor, o prefeito Everton Rocha teria decretado as nomeações como “benefício próprio e também pessoal ao secretário municipal e ao vereador”.