Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Recém-nascido morre após ser colocado em sacola e jogado em rio em São Paulo



    A Polícia Civil apreendeu uma jovem de 17 anos após dar à luz a um bebê e logo em seguida tê-lo jogado nas proximidades de um córrego, na cidade de Miracatu, no Vale da Ribeira, em #São Paulo. O que talvez fosse para ser apenas um ato criminoso de abandono se tornou ainda mais grave, pois o bebê acabou não resistindo ao tempo que ficou abandonado e acabou falecendo.

    A polícia informou que só tomou conhecimento do caso após a mesma dar entrada em uma unidade hospitalar, necessitando de atendimento urgente devido à gravidez. Tudo aconteceu na última quarta-feira (13). Ainda conforme a polícia, a jovem estava no seu nono mês de gestação, porém escondia a gravidez dos pais e familiares.

    O bebê teria nascido pela madrugada, momento esse, em que a jovem o colocou dentro de uma sacola plástica, foi até o córrego e o abandonou, voltando para sua residência como se nada tivesse ocorrido.


    Ao amanhecer, familiares da jovem a encontraram desacordada dentro de sua residência, localizada no bairro Vila Formosa. Ela estava sofrendo uma hemorragia e precisou ser atendida com urgência. Os familiares acionaram a equipe médica do Samu, que ao chegar no local, prestou os primeiros atendimentos e em seguida a encaminhou para a unidade hospitalar do município. Somente após ser examinada pelos médicos, foi descoberto que a jovem tinha acabado de dar à luz um filho.



    De imediato, a polícia foi acionada. Ao chegarem na unidade de saúde, a jovem resolveu confessar que havia tido feito com o bebê.
    Como a jovem estava internada, sem poder se locomover até o local onde ela teria jogado a criança, os soldados da polícia se dirigiram até o local para efetuar as buscas, porém, ao encontrá-lo, já não apresentava sinais vitais. O corpo do menino foi conduzido ao Instituto Médico Legal (IML).




    Polícia trabalha de forma rápida e toma decisão surpreendente

    O Polícia Militar encaminhou o caso para a Polícia Civil, que iniciou as investigações. Foi determinado que a mãe do bebê fosse indiciada pelo crime de #infanticídio, caso decorrente de mortes provocadas pelas mães, sendo antes ou depois do parto. Ainda internada, a jovem recebeu voz de prisão e segue em custódia dentro do hospital. Assim que receber alta hospitalar, será encaminhada à delegacia do município, onde se apresentará à Justiça.

    Em depoimento breve, a jovem teria afirmado que sofreu um aborto, porém a versão precisará passar pelo laudo médico, que afirmará a verdadeira causa da morte da criança. #recém-nascido