Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Prefeitura de Senhor do Bonfim inicia projeto de inclusão digital para alunos da zona rural



    A prefeitura de Senhor do Bonfim, por meio da Secretaria de Educação – SEMED, em parceria com Instituto Federal Baiano (Campus de Senhor do Bonfim) iniciou na última sexta-feira (18) o Projeto: Utilização metodológica do computador na educação do campo como ferramenta de ensino, para professores e alunos do EJA – Educação de Jovens e Adultos do Distrito de Carrapichel e das comunidades de estiva, Canavieira, Itapicuri, Caatinguinha, Caco de Telha e Lagoa do Peixe. Na primeira aula os alunos e professores conheceram a estrutura que terão a sua disposição no campus do IF em Senhor do Bonfim como laboratório de informática durante as 40 horas de capacitação.

    A coordenadora formadora do EJA, Edvone da Silva Souza falou sobre a execução do projeto com professores e alunos do campo. “Na aula inaugural tivemos a presença de cerca de 90 alunos e 20 profissionais de educação. Através dessa parceria será ministrado um curso de 40 horas, dividido 20 horas para alunos e 20 horas para professores. Nesse primeiro momento apenas 40 alunos e 15 professores iniciarão a capacitação especifica da utilização do computador como instrumento educacional com aulas sendo ministradas duas vezes por semana”, falou.


    Este projeto tem como objetivo apresentar e capacitar docentes para a utilização do computador na educação, apresentando aplicativos básicos para melhorara a metodologia da educação no campo. Promovendo a inclusão digital dos docentes e discentes conscientizando sobre o bom uso do computador no ensino educacional, aperfeiçoando suas metodologias de ensino através dos conhecimentos adquiridos pela informática.

    “Com esse projeto pretendemos que os alunos e professores do EJA passem á conhecer um pouco mais o mundo da informática. Então, o nosso objetivo é tentar expandir o que nos temos de bom e qualidade, feito dentro do campus para a sociedade de uma forma geral. Eu sempre digo que o IF Baiano sempre esteve com as portas abertas e que a sociedade deveria provocar mais, para que não só venha fazer ações aqui, mas principalmente fora do campus”, ressaltou Américo Lopes Filho, Professor do IF Baiano e autor do projeto de inclusão digital para os alunos do campo de Senhor do Bonfim.