A Polícia Civil prendeu uma quadrilha liderada por Donato Brandão, acusado de cometer os crimes de estelionato, falsidade ideológica, lavagem de dinheiro e organização criminosa. O grupo tinha uma casa em Itaguaí, município da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

Nos anos 1990, Donato já havia sido preso por comandar, no Maranhão, a Seita Mundial. Na época, as investigações concluíram que a seita praticava a emasculação - ou seja, a castração - de jovens.

Após passar dez anos e quatro meses preso, Brandão saiu da cadeia em 2010, quando se mudou do Maranhão para o Rio de Janeiro.

No local, a polícia encontrou fotos e objetos que revelam indícios dos cultos praticados pelo líder da seita.

Segundo informações do G1, ao todo, 11 pessoas foram presas.


Postar um comentário :