-->

Senhor do Bonfim

Região

Bahia

Brasil e o Mundo

Entretenimento

Acessando

Mulher mata marido que arrancou genitália do filho com mordida




A Polícia Civil conduziu uma mulher à delegacia da cidade de Recife, Pernambuco, após a acusação de ter matado o próprio companheiro com várias facadas, na manhã da última quinta-feira (27), no bairro Nova Descoberta, localizado na Zona Norte de Recife. A acusada de 36 anos, não teve a identidade revelada, mas é conhecida por todos como “Mulher Hinode”, trabalha como revendedora de produtos nutracêuticos , cosméticos e perfumes. Ela cometeu o homicídio depois que o seu companheiro, um garçom de 27 anos, estava supostamente atacando o seu filho de apenas dois anos de idade e mordendo a genitália da criança.

Segundo consta, a acusada está gravida de cinco meses do relacionamento com o homem que ela mesma ceifou a vida. “Ele estava afirmando repetidas vezes que o diabo queria comer o pênis do meu filho. Ele não largava a criança. Aí o único pensamento que me veio a mente, foi pegar uma faca e golpear. Ainda o avisei, mas ele segurou as pernas e braços do meu filho e foi nesse instante que eu o golpeei por várias vezes”, afirmou a mulher em entrevista a polícia. Ela ainda comentou com os policiais que o marido já estava estranho desde o inicio da noite e na madrugada cometeu o crime.

O caso foi registrado na Central de Plantões da Capital, a delegada responsável ainda vai analisar outros depoimentos. A delegada Genezil Coelho informou que uma filha da mulher, uma jovem de 12 anos, testemunhou o crime e também precisou ser ouvida. A delegada deixou claro que o caso não foi registrado como flagrante.


Assistência

Após toda a confusão, a criança foi socorrida por populares até o Hospital da Restauração, localizado no bairro do Derby, área Central da Recife. A direção do hospital informou que a situação da criança é bastante delicada, pois teve o órgão genital mutilado e precisou passar por algumas cirurgias. Os médicos tentaram de todas as maneiras possíveis para realizar o procedimento vascular para sustentação do órgão sexual, mas mesmo com todos os esforços não foi possível. No dia seguinte os médicos informaram que a criança já estava na sala de recuperação e também informaram que o estado de saúde é estável, o que deixou a todos mais aliviado.

A notícia movimentou todo o estado, causando muita revolta e indignação por parte dos populares que nas redes sociais deixaram milhares de comentários em apoio à mulher acusada pelo crime. 

E você, qual a sua opinião sobre o ocorrido? Você é contra ou a favor da atitude da mulher em cometer o crime para defender o filho? Deixe seu comentário abaixo.