Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Renomado criminalista irá assumir a defesa do homem que matou a esposa enforcada em Bonfim



    A reportagem do F7 teve conhecimento que o renomado criminalista bonfinense Pedro Cordeiro, irá assumir a defesa do acusado Carlos Ivanovitis, que pesa contra o mesmo, autor de um latrocínio e da morte com requintes de crueldade a sua esposa TIANE.

    Relembre o caso:






    Por volta das 12h30, desta sexta-feira (15), uma mulher foi encontrada morta enforcada dentro da própria casa, na rua Tomaz Guimarães, bairro Santos Dumont, em Senhor do Bonfim.


    Segundo os primeiros relatos do próprio esposo da vítima, Calos Ivanovitis, 45 anos, ao chegar em casa a encontrou sua esposa enforcada e já sem vida. O mesmo não soube informar o motivo pelo qual sua esposa possa ter cometido o suicídio.
    Horas depois do ocorrido, a verdade veio a tona.


    Foto: Acusado/Reprodução
    O marido da vítima mentiu! O delegado da Delegacia Territorial de Bonfim, Leonardo Virgílio, informou a imprensa local, que o caso não se tratava de um suicídio e sim homicídio.

    Após ouvir o marido da vítima, o delegado deu voz de prisão ao mesmo que se encontra custodiado na delegacia do município.


    A perícia desmitificou a hipótese de suicídio, e durante a necrópsia foi diagnosticado, perfuração no pulmão, fratura de costelas, fígado estourado, hemorragias internas, o que confirma que Tiane foi espancada, além disso, a perícia constatou que ela foi morta por asfixia. "a perícia constatou que Tiane foi morta por asfixia e o marido simulou o suicídio, amarrou um lençol na linha do madeiramento, depois amarrou o pescoço dela, pra dar a idéias de suicídio", disse Dr. Virgílio.


    Em contato com o criminalista bonfinense Pedro Cordeiro, o mesmo confirmou o seguinte: “ Que seu escritório de advocacia Pedro Cordeiro e Advogados, assumiu a defesa de Carlos Ivanovites e nós relatou que já tramita no Tribunal de Justiça da Bahia, um Habeas Corpus, e que apenas, aguardava a determinação da data para julgamento para que mesmo, fizesse a defesa oral e que provará que as cotas da acusação não são verdadeiras. 
    Perguntado pela nossa reportagem se ele conseguiria a liberdade do mesmo, ele respondeu com risos, que só Deus e quem sabe, finalizou Cordeiro.