Header Ads

  • Concurso e Empregos

    Áudio: Bandidos dizem que garota fez sexo porque quis e dizem que não houve estupro



    Na tarde desta sexta-feira, 27, um áudio começou a ser compartilhado nas redes sociais. Ele exibe o que seriam os criminosos que participaram do estupro coletivo de uma menina de 16 anos. O caso aconteceu no Rio de Janeiro e a garota teria sido violentada por 33 homens. O conteúdo foi divulgado aqui mais cedo pelo jornalista Tadeu Goulart.A polícia ainda não comentou o áudio, dizendo se esse é verdadeiro ou se fará parte das investigações.

    O áudio mostra a conversa entre supostos traficantes. Os homens falam que a garota vai constantemente à comunidade e dizem que ela já havia feito sexo grupal outras vezes. De acordo com os criminosos, da última vez, ela teria ido para cama com 16 outros rapazes. Mais uma vez, reiteramos que o material ainda não foi confirmado como verdadeiro. Como o caso teve enorme repercussão em toda mídia, não será de se estranhar que o áudio também possa ser uma brincadeira de mau gosto. Isso porque a gravação também pode ser considerada crime. 

    No áudio, homens e uma mulher dizem que a garota solicitou para fazer sexo grupal em uma "boca de fumo". Os supostos criminosos disseram que ela se animou e depois chamou 36 homens para o local. O número de estupradores começou em 30, depois aumentou para 33 e agora como o áudio indica, podem ser 36 homens. 

    A menina prestou depoimento na polícia civil nesta quinta-feira, 26, quando revelou que acordou dopada depois de ter ido à casa do namorado. Ao abrir os olhos e perceber o que estava fazendo, ela já estaria em outro lugar. Ela decidiu denunciar o caso apenas depois que ele ganhou repercussão na internet e em todo o mundo. De acordo com a avó da menina, a menor estaria com medo de sofrer represálias dos bandidos, além de ser inexperiente. 

    Ouça os supostos bandidos falando sobre o caso que chocou o mundo: