A Direção do Hospital Regional Dom Antônio Monteiro vem a público esclarecer sobre fatos ocorridos no último Domingo (07), veiculado em vídeo que circula pelas redes sociais, onde um cidadão afirma não haver médico plantonista para a filha que estava precisando de atendimento médico.


A informação de que não havia médico é equivocada. O profissional de plantão era o Dr. Genésio Almeida, que no momento estava atendendo outro paciente em estado mais crítico.
Por se tratar de um hospital de Urgência e Emergência, o atendimento ocorre seguindo um protocolo médico de classificação de riscos e das necessidades do paciente para que, em seguida, sejam atendidos em ordem de prioridade pelos médicos plantonistas. Algumas vezes, pacientes com sintomas, sinais ou características de menor gravidade em relação a outros que tenham sinais de emergência e urgência, podem enfrentar algum tempo de espera.


Entendemos que acompanhar algum familiar em situação de enfermidade é estressante e preocupante, porém, nada justifica ameaças aos funcionários, agressões verbais ou danos ao patrimônio público, como feitas pelo cidadão que gravou o vídeo. Disponibilizamos tanto a escala médica, como imagens capturadas pelas câmeras do hospital, onde é possível perceber que o senhor em questão já chegou completamente alterado. Testemunhas afirmam que ele estava xingando e desrespeitando funcionários e demais pessoas que ali estavam.


É de conhecimento de toda a população que a crise do Hospital Regional Dom Antônio Monteiro perdura há anos, e que, apesar de muitas promessas por parte do Governo do Estado em investir na Casa de Saúde que atende toda a região, nada de concreto foi realizado.


Desde 2013, a Prefeitura Municipal de Senhor do Bonfim aumentou o repasse do Hospital de 450 mil para 600 mil, inclusive sacrificando alguns outros serviços de saúde para que o HDAM possa continuar atendendo a população. Fizemos parcerias público-privadas e conseguimos reformar a ala pediátrica, o centro cirúrgico, oito enfermarias, recepção da maternidade, consultório médico, a sala de USG, apartamentos da ala nova, o setor de emergência, a Sala Vermelha, além da aquisição de equipamentos como ar-condicionado.
Por fim, a Direção do Hospital Regional Dom Antônio Monteiro salienta que um médico plantonista não é o ideal, porém, infelizmente, essa é a situação dos hospitais públicos em todo o país. Continuaremos sempre buscando melhorias para o atendimento no HDAM. Informamos ainda que estamos abertos para quaisquer esclarecimentos e reforçamos nosso compromisso com a população.

ASSISTA AO VÍDEO NO MOMENTO QUE O RAPAZ ENTRA NO HOSPITAL





Postar um comentário :